segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Os hospitais de excelência do Brasil.

Filantropia, tecnologia e tradição

Na hora de tratar da saúde, muita gente se dispõe a viajar ou pagar o que for para conseguir o melhor tratamento. E para isso não é preciso sair do país. Apesar das graves distorções do sistema de saúde brasileiro, algumas instituições se destacam internacionalmente pela excelência. É o caso dos 6 hospitais listados a seguir, todos certificados por um dos maiores órgãos de acreditação de saúde do mundo.

São seis hospitais, quatro particulares, e cinco deles em parceria ao SUS, quase todos no eixo Rio-São Paulo. Além de serem referência nas suas especialidades, esses centros têm em comum um selo da Joint Commission International (JCI), órgão norte-americano representado no Brasil pelo Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA). A JCI certifica as instituições de saúde que se encaixam nos padrões de seu manual, elaborado por profissionais do mundo inteiro, manual este de alta exigência.

A certificação, válida por três anos, é concedida a pedido dos hospitais, que levam cerca de dois anos para se adaptar a todas as exigências de atendimento, gestão, infraestrutura e qualificação profissional. Por meio de visitas, entrevistas e análises de documentos, os avaliadores checam mais de 1.300 itens. Conheça a seguir os hospitais de excelência do Brasil, segundo a avaliação da JCI.



Hospital Albert Einstein (São Paulo, SP) 

O hospital mantido pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein não é apenas um dos melhores do Brasil, mas também ocupa posição de excelência entre os principais centros de saúde da América Latina. Dono de um bom número de certificações, o Albert Einstein foi o primeiro hospital brasileiro a buscar uma acreditação da JCI, ainda em 1999. Seu centro de atendimento ao paciente com Acidente Vascular Cerebral (AVC) também foi certificado, dentro do programa Doenças ou Condições Específicas.

O Albert Einstein também tem forte atuação filantrópica, por meio do atendimento ambulatorial e educacional na comunidade de Paraisópolis, zona oeste da capital paulista. Como hospital de excelência credenciado ao SUS, o Einstein também desenvolve nove projetos em parceria com o Ministério da Saúde na área de doação, captação e transplante de órgãos e tecidos em todo o país.


Hospital Sírio-Libanês (São Paulo, SP)

Outro integrante da constelação dos hospitais filantrópicos paulistanos de renome internacional, o Sírio-Libanês dispõe de um dos centros de oncologia mais completos da América Latina, além de centros de excelência de Infectologia, Mastologia, Cardiologia, Parkinson, Distúrbios do Movimento, Fígado, Nefrologia, Acompanhamento da Saúde e Check-Up e Diálise. A entidade mantida pela Sociedade Beneficente de Senhoras do Hospital Sírio-Libanês também foi à primeira do país a inaugurar uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que atualmente destina 30% de seus leitos a pacientes com doenças de alta complexidade em estado crítico.



O hospital Sírio-Libanês também figura na lista das instituições filantrópicas de excelência do Ministério da Saúde. Entre os projetos frutos dessa parceria estão o Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário, inaugurado em 2010, apto a atender transplantes de medula e pesquisas com células-tronco. O trabalho filantrópico do Sírio-Libanês também inclui ações como o atendimento ambulatorial e cirúrgico de crianças carentes e o desenvolvimento de atividades preventivas, culturais e de qualificação profissional à população paulistana de baixa renda.


Hospital Moinhos de Vento (Porto Alegre, RS)

Localizado na capital gaúcha, o Hospital Moinhos de Vento é o único de fora do eixo Rio-São Paulo a figurar nas duas listas de referência: a dos hospitais brasileiros acreditados pela JCI e a das instituições filantrópicas de excelência integradas ao SUS. Seus carros-chefes são o atendimento hospitalar e ambulatorial nas áreas de Neurologia e Neurocirurgia, Urologia, Cardiologia, Ortopedia e Trauma, Oncologia, Medicina Intensiva e cirurgias geral, ginecológica, cardiovascular, plástica e materno-infantil.



O hospital conta com duas unidades e construiu um complexo hospitalar, em parceria com o Ministério da Saúde, para atender à população carente da região da Restinga, em Porto Alegre, por meio do SUS.

Hospital Copa D´Or (Rio de Janeiro, RJ)

Especializado em tratamentos de alta complexidade, o Copa D´Or normalmente ganha destaque Brasil afora quando personalidades carioca tem um problema grave de saúde  recorre se a ele.




O hospital de Copacabana pertence à Rede D´Or, responsável pelos laboratórios de análises clínicas e de imagem Labs e por alguns dos hospitais particulares mais importantes do Rio de Janeiro, é um dos hospitais mais modernos do pais.

Hospital do Coração - HCor (São Paulo, SP)

A entidade beneficente mantida pelas senhoras da Associação do Sanatório Sírio é referência em cardiologia, cardiopediatria e medicina fetal, mas também se destaca por especialidades como ortopedia e medicina do esporte. O HCor também é considerado um hospital de excelência pelo Ministério da Saúde e integra a rede do SUS, desenvolvendo 22 projetos com o apoio do governo federal.



Na frente da filantropia, o HCor desenvolve um amplo trabalho de atendimento cardiológico a crianças carentes, realizando cerca de 1200 atendimentos ambulatoriais e 300 cirurgias por ano. Além disso, sua rede de voluntárias atua na orientação e na educação das mães das crianças internadas.


Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia - Into (Rio de Janeiro, RJ)

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) é um centro de excelência no tratamento de doenças e traumas ortopédicos de média e alta complexidade. Relativamente jovem, a instituição foi criada em 1994, como órgão normatizador de procedimentos de ortopedia no país, e hoje se destaca também pelo pioneirismo na área de ensino e pesquisa. Exemplos disso são os estudos voltados para a osteoporose masculina, medicina do esporte e regeneração óssea com a utilização de células-tronco.



Apesar de contar com um programa de gestão de filas, os candidatos às cirurgias mais procuradas (joelho, coluna, quadril e trauma) ainda se deparam com longas esperas. A capacidade cirúrgica, no entanto, cresceu em quatro vezes com a inauguração da nova sede do Into.

Nenhum comentário:

Postar um comentário